skip to Main Content

Exercícios físicos e a menopausa

Exercício físico é essencial no tratamento da menopausa. Você já parou para analisar que sua indisposição de hoje pode ser a falta de mobilidade amanhã?

Normalmente, pensamos em atividade física como algo que nos trará resultado imediato, caso contrário, deixamos a preguiça nos vencer. Se não for por efeitos instantâneos na balança, adiamos a ida à academia, achando que o tempo será nosso aliado eterno.

A questão é que quando o assunto é menopausa, não há imediatismo. Tudo deve ser pensado para que os benefícios do tratamento se prolonguem por pelo menos dez anos – e depois mais dez e mais dez…

Então, saia já do sofá e comece a reforçar sua musculatura, garantindo que aos 60, 70 ou 80 anos você tenha força suficiente para sustentar sua estrutura física.

Afinal, quem não quer ter autonomia para caminhar, passear, brincar com os netos, viajar ou executar tarefas simples do dia a dia, como buscar um copo de água na cozinha?

Como os exercícios físicos podem ajudar no tratamento da menopausa?

Você pode fazer a terapia de reposição hormonal, estar com o sono regulado, a saúde em dia, o peso sob controle, colesterol e diabetes ok, as vitaminas equilibradas, a alimentação balanceada, o emocional perfeito e até fazer atividades aeróbicas ao ar livre, mas saiba: precisa incluir na rotina exercícios para aumentar a reserva muscular.

Para manter a musculatura forte, é fundamental a prática de atividades como musculação, pilates ou ioga.

Aumentar o tamanho de um músculo é igualmente proporcional a aumentar a nossa força. Além disso, ao fazer esse tipo de exercício, treinamos o cérebro para recrutar as fibras musculares necessárias para diversas ações, como levantar um balde cheio de água, por exemplo.

Você sabia? Entre os 25 e 50 anos, perdemos cerca de 10% de massa muscular. Dos 50 aos 80 anos, esse percentual sobe para 30%.

Agilize seu ganho muscular e previna doenças

Quanto antes você trabalhar seus músculos, melhor. E os exercícios de resistência são os grandes aliados para amenizar a perda muscular e garantir mais saúde a longo prazo, prevenindo problemas comuns na menopausa, como a osteoporose, a osteopenia e a sarcopenia.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que dez milhões de pessoas sejam acometidas pela osteoporose no Brasil. No mundo, projeta a International Osteoporosis Foundation (IOF), o número de mulheres portadoras da doença ultrapassa 200 milhões.

De acordo com as estatísticas, a incidência da osteoporose varia de 14% a 29% em mulheres com mais de 50 anos e 73% em mulheres com mais de 80 anos. Em mulheres com mais de 50 anos, o risco de fratura do colo do fêmur é de 17,5% e da coluna, de 16%.

Com exercícios físicos de resistência, é possível reduzir em 40% as chances de osteoporose, 50% os riscos de fraturas, 40% a dor lombar, 40% o risco de quedas, sem falar na prevenção de outras inúmeras doenças como AVC, câncer, hipertensão e depressão, como ensina a endocrinologista Mariana Selbach.

Atividade física é saúde

Se você quer chegar bem na menopausa, quanto antes adquirir hábitos saudáveis, melhor. Não espere o problema se apresentar para tomar uma atitude. Seja uma senhora pronta para encarar o futuro com toda a vitalidade e a qualidade de vida que você merece.

Lembre-se: os exercícios de força fazem parte do tratamento da menopausa. Além da reserva muscular necessária, eles ainda vão ativar os hormônios da felicidade: endorfina, serotonina, ocitocina e dopamina. Quem não quer?

Por: Dra Natacha Machado

Ginecologista – CRM/SC 20516 | RQE 11831 | TEGO 0685/2005

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top
0
    0
    Meu Carrinho
    Carrinho vazio.Voltar à loja.