skip to Main Content

Menopausa e a síndrome do ninho vazio

Menopausa e a Síndrome do Ninho Vazio: o que fazer quando tudo acontece ao mesmo tempo?

Quem chega aos 50 anos sabe que a vida tem seus desafios. Para a maioria das mulheres, é nesta fase que os sintomas da menopausa se apresentam com intensidade. Como se não bastasse, outra questão se apresenta para muitas mães: a Síndrome do Ninho Vazio.

Há quem diga que nem entendeu direito a bagunça hormonal que o climatério fez e, de repente, tem de lidar com mais essa: a saída dos filhos de casa. Uma situação capaz de abalar estruturas emocionais.

Seja para casar, fazer um intercâmbio no exterior ou cursar a universidade em outro estado, um dia os filhos batem asas. Dependendo de como a família conduz esse assunto, algumas mulheres se queixam do lar esvaziado. Outras, inclusive, perdem o propósito.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional (SBIE), os principais sintomas da Síndrome do Ninho Vazio são:

  • Distúrbios do sono
  • Melancolia
  • Raiva
  • Distúrbios alimentares
  • Diminuição da libido
  • Depressão

Assim como toda mulher sabe que a menopausa é irrevogável, toda mãe sabe que os filhos vão alçar voos próprios um dia. E da mesma forma que os sintomas da menopausa, a Síndrome do Ninho Vazio mexe com a estabilidade emocional.

E você, como lida com tudo isso junto e misturado?

Não deixe que os sintomas se sobreponham

Assim como a menopausa não é a etapa final da vida – já que são os ovários que se aposentam e não nós, mulheres –, o “ninho vazio” pode representar o início de uma nova fase cheia de planos e possibilidades.

Muitas mulheres acreditavam que a menopausa era algo natural, tal qual o sofrimento inerente aos sintomas. “Coisa de mulher!” Hoje, sabe-se que há tratamento eficaz desde o início dos primeiros sinais do climatério.

O mesmo vale para a Síndrome do Ninho Vazio. Não sofra em silêncio, não ignore seus sentimentos, não ache que é normal. Procure ajude, busque tratamento, cuida de você e da sua saúde.

Chegar aos 50 anos com vitalidade, energia, saúde, alegria e disposição é plenamente possível. Seja no climatério, na menopausa ou quando os filhos seguem seus rumos, saiba que tem muita vida boa pela frente.

Planeje um futuro com saúde

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, em 2030 cerca de 1,2 bilhão de mulheres terão mais de 50 anos. Estaremos todas chorosas no sofá? Eu espero que não!

Anote algumas dicas para ter qualidade de vida:

– Cuide de você e da sua saúde física e mental. Você merece e tem muito futuro pela frente. Só resta decidir como vai viver os próximos anos.

– Não ignore os sintomas da Síndrome do Ninho Vazio, do climatério ou espere a menopausa se confirmar para começar um tratamento. Procure um especialista assim que os primeiros sinais surgirem.

– Pratique atividades físicas diárias, inclusive os exercícios de força (musculação). Além de aliviar o estresse eles previnem o ganho de peso típico da menopausa, ajudam no fortalecimento muscular, mantêm os ossos fortes e reduzem os riscos de fraturas.

-Mantenha uma dieta saudável, equilibrada e natural. Evite alimentos industrializados, processados, gordura, açúcar e farinhas.

– Identifique novos interesses, faça planos, resgate antigos sonhos, socialize, encontre os amigos, leia bons livros.

– Aproveite que os filhos “voaram” e aqueça o seu relacionamento, namore, volte a ter tempo de qualidade a dois, redescubra sua sexualidade.

– Mantenha o estresse sob controle e cuide da qualidade do sono. A insônia é um sintoma do climatério, da menopausa e da Síndrome do Ninho Vazio. Fale com seu médico se estiver dormindo mal.

– Aproveite que os filhos cresceram, a carreira já se estabilizou e você tem mais tempo livre: faça viagens, cursos, uma nova faculdade, uma especialização. É cedo para ficar parada.

– Mantenha o cérebro ocupado e desafiado. Um dos sintomas da menopausa é a falta de concentração, memória e atenção. Estimule sua mente.

Preencha qualquer vazio

No climatério e na menopausa, a labilidade emocional é uma queixa bem frequente. Uns dias ótimos, outros péssimos. A mudança de humor pode ocorrer de uma hora para outra.

Não deixe que nenhum sintoma dessa fase da vida comprometa o seu bem-estar ou agrave ainda mais outras questões com as quais você esteja lidando, como a Síndrome do Ninho Vazio.

Não negligencie o climatério ou a menopausa.

Por: Dra Natacha Machado

Ginecologista – CRM/SC 20516 | RQE 11831 | TEGO 0685/2005

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top
0
    0
    Meu Carrinho
    Carrinho vazio.Voltar à loja.