Receba 10%OFF em sua primeira compra com o cupom "PLENA10"

Receba 10%OFF em sua primeira compra com o cupom "PLENA10"

O que muda na pele da mulher na menopausa? 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A pele da mulher na menopausa também passa por mudanças, tal qual o restante do corpo. Isso acontece à medida que os níveis hormonais diminuem, pois a pele pode se tornar seca, flácida e fina.

Outras mudanças que são percebidas é o  aumento de pelos no rosto e uma diminuição de cabelos no couro cabeludo.

A transformação da pele durante a menopausa é um processo complexo e multifatorial que está diretamente ligado às mudanças hormonais que ocorrem nesse período.

Durante a menopausa, ocorre uma diminuição dos níveis de estrogênio, um hormônio importante para a saúde da pele. O estrogênio desempenha diversos papéis na manutenção da pele, incluindo a promoção da produção de colágeno, que é uma proteína essencial para a firmeza e elasticidade da pele.

Com a queda nos níveis de estrogênio, a produção de colágeno diminui, resultando em uma pele mais fina, menos firme e propensa a rugas. Além disso, o estrogênio ajuda na retenção de água pela pele. Com a sua redução, a pele tende a ficar mais seca e menos capaz de manter a hidratação adequada.

Outra mudança relacionada ao declínio do estrogênio é o aumento da atividade de enzimas que degradam o colágeno e a elastina, as fibras que mantêm a pele elástica. Esse desequilíbrio no processo de produção e degradação dessas fibras contribui para a perda de firmeza e elasticidade da pele.

Talvez você já esteja percebendo muitos desses sinais, o que caracteriza a pele da mulher na menopausa e quer aprender como melhorar. Para te ajudar, preparamos algumas dicas interessantes.

Cuidados essenciais com a pele da mulher na menopausa

Para minimizar esses efeitos, é preciso adotar os cuidados certos. Aqui está o que os dermatologistas recomendam:

Proteção solar contra manchas e danos causados pelo sol

Se você passou muito tempo ao sol sem proteção, é provável que veja os efeitos agora. Manchas de idade e áreas maiores de pele mais escura podem aparecer no rosto, mãos, pescoço, braços ou peito. O câncer de pele e o crescimento pré-canceroso da pele também se tornam mais comuns.

O que fazer:

Aplique protetor solar todos os dias antes de sair. Use um protetor solar de amplo espectro com FPS 30 ou superior.

Faça uma consulta com um dermatologista para um rastreamento de câncer de pele.

Reposição de colágeno para combater rugas e flacidez

A pele da mulher na menopausa perde a capacidade de reter água, tornando-se mais seca, fina e propensa a rugas. Estudos mostram que as mulheres perdem cerca de 30% do colágeno nos primeiros cinco anos da menopausa.

O que fazer:

Proteja a pele do sol para reduzir rugas visíveis e prevenir novas.

Considere usar produtos para a pele que contenham retinol ou peptídeos, conhecidos por aumentar o colágeno.

Tratamentos para a redução de pelos faciais indesejados

pele da mulher na menopausa
Foto: Freepik

Com a queda dos níveis de hormônios femininos, pode ocorrer o crescimento de pelos indesejados no queixo, mandíbula ou acima do lábio.

O que fazer:

Consulte um dermatologista para opções de remoção de pelos, como a depilação a laser.

Evite procedimentos não supervisionados, pois o risco de efeitos colaterais aumenta sem a orientação de um profissional qualificado.

Combate à pele fina

A pele da mulher na menopausa fica mais fina e propensa a hematomas.

O que fazer:

Aplique protetor solar diariamente para prevenir o afinamento adicional.

Consulte um dermatologista para discutir opções de tratamento, como cremes com retinoides ou tratamentos a laser.

Combate à pele ressecada

A pele ressecada durante a menopausa pode ser combatida com cuidados específicos que visam restaurar a hidratação e promover a saúde da pele.

O que fazer:

Use um sabonete suave em vez de sabão, pois o sabão pode ser muito ressecante.

Aplique hidratante após o banho e durante o dia, especialmente se a pele estiver seca. Hidratantes com ácido hialurônico ou glicerina podem ser especialmente úteis.

Reposição de colágeno para pele da mulher na menopausa

Todos os sinais que surgem na pele da mulher na menopausa podem ser revertidos através da reposição de colágeno. Esta é uma abordagem eficaz para combater a afinação, o ressecamento, a falta de elasticidade e outros sinais que são comuns na mulher com mais de 40 anos e que estão entrando ou já entraram na menopausa.

O uso de colágeno ajuda a melhorar a elasticidade da pele, contribui para a retenção de água, ajuda a minimizar rugas e linhas finas, uniformiza a pele, melhora a textura e confere muitos outros benefícios para a pele da mulher na menopausa.

Quer saber mais sobre menopausa? Acompanhe o nosso Instagram!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também:

Carrinho de compras

Entrar

Ainda não tem conta?

Comece a digitar para ver os produtos que procura.