Receba 10%OFF em sua primeira compra com o cupom "PLENA10"

Receba 10%OFF em sua primeira compra com o cupom "PLENA10"

Veganismo na menopausa ajuda a aliviar os sintomas, diz nutricionista

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A doutora Luna Azevedo, nutricionista, conversou com Márcia Cunha, CEO da PlenaPausa, sobre como o veganismo na menopausa ajuda a reduzir os sintomas que tanto incomodam as mulheres.

Formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), ela começou a estudar os benefícios do veganismo na saúde quando sua mãe descobriu o câncer de mama. Sem ter informações sobre o assunto em sua formação acadêmica, Luna precisou se debruçar em estudos para encontrar base científica.

“O vegetarianismo e o veganismo trazem uma série de benefícios no ponto de vista de prevenção e minha ideia é trabalhar uma prevenção tão forte que a gente não precise entrar com tratamento complementar para combater uma doença”, diz a especialista.

Luna trabalha com nutrição como prevenção de doenças e nesse processo, engloba também os sintomas da menopausa que também podem ser evitados e até mesmo solucionados através de uma dieta vegana.

O acompanhamento nutricional na menopausa é muito importante, pois a mulher começa a perder massa magra e ganhar gordura. Tudo isso pelas questões hormonais.

Veganismo na menopausa: ciência comprova eficácia contra os sintomas

Um estudo publicado pela North American Menopause Society na revista “Menopause”, descobriu que uma dieta baseada em vegetais ricos em soja reduz as ondas de calor moderadas a graves em 84%, de quase cinco por dia para menos de uma por dia.

Durante o estudo de 12 semanas, quase 60% das mulheres ficaram totalmente livres das ondas de calor moderadas a graves. No geral, as ondas de calor (incluindo as leves) diminuíram 79%.

Ou seja, há pesquisas que comprovam que o veganismo na menopausa trazem efeitos positivos que irão ajudar as mulheres que sofrem com esses sintomas. 

Os resultados mostram que as mudanças na dieta podem ser muito mais poderosas no tratamento dos sintomas da menopausa, principalmente sobre os sintomas vasomotores que são os suores noturnos e as ondas de calor. 

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores testaram uma combinação de uma dieta baseada em vegetais com baixo teor de gordura e 1/2 xícara de soja comum adicionada a uma salada ou sopa todos os dias.

Durante a conversa com Márcia, a doutora Luna esclareceu os diversos mitos que existem sobre a questão da soja, mostrando que é benéfico incluir este alimento na dieta da mulher que já está ou que está entrando na menopausa.

Muitas pessoas possuem dúvidas sobre o veganismo na menopausa, sem saber que é possível sim recuperar a boa saúde e acabar com os sintomas através da alimentação. O trabalho da doutora Luna tem amparo científico para poder trabalhar com as mulheres que estão nesta fase.

Saúde, alimentação e veganismo na menopausa

veganismo na menopausa
Márcia Cunha e Luna Azevedo

Durante a live, que você pode assistir aqui, a especialista comentou sobre a defesa contrária ao veganismo que muitos fazem sobre a importância da carne vermelha na alimentação.

Sobre isso, ela fez várias ponderações, explicando que os aminoácidos da carne vermelha podem sim serem substituídos na dieta vegana.

Outro ponto importante foi sobre a carne de peixes. Muitos acreditam que é mais saudável, mas esquecem de que há muita contaminação no mar de metais pesados que sobrecarregam a saúde.

“Com 8 bilhões de pessoas no mundo, a gente tem que repensar o sistema de alimentação. Olha como a nutrição é importante”, disse ela.

Luna Azevedo ainda ensina algumas formas de substituir a carne, se alimentando, por exemplo, de hambúrgueres feitos de aveia com proteína de soja. 

O veganismo na menopausa também pode gerar ótimos benefícios para evitar a perda de densidade óssea. Para isso, a nutricionista ensina a substituir o leite comum por verduras verdes escuras, que são ricas em cálcio e vitaminas que contribuem para a absorção do cálcio.

Suplementação

Luna deixou claro que a vitamina B12 deve ser suplementada sim por veganos, até mesmo aqueles que estão enfrentando agora no veganismo na menopausa. Mas para fazer isso, é necessário passar com um médico ou nutricionista para poder avaliar seus níveis de vitaminas e outras situações que também podem afetar a absorção dessa e outras vitaminas. 

O nutricionista também poderão ajudar as mulheres que estão na menopausa e querem acompanhar os sintomas que envolvem questões de peso, inchaços, entre outros que podem envolver também a mudança de estilo de vida.

Acompanhe agora essa conversa esclarecedora sobre veganismo na menopausa. Assista aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze + catorze =

Veja também:

Carrinho de compras

Entrar

Ainda não tem conta?

Comece a digitar para ver os produtos que procura.